INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO DE GESTÃO,
TECNOLOGIA E PESQUISA EM SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL

30 Jul

Jornal Leia: Ciapi é referência em Caraguatatuba


A entidade está se superando para não deixar de dar o mínimo de amparo
Por Will Siqueira / Foto: Divulgação

O Ciapi (Centro Integrado de Atenção à Pessoa com Deficiência e ao Idoso), com sede em Caraguatatuba, está se mantendo, mesmo com todas as dificuldades impostas pela pandemia do coronavírus, firme e forte no atendimento aos seus frequentadores.

Com diversas atividades virtuais, devido ao isolamento social, a entidade (administrada pelo IDGT (Instituto de Desenvolvimento de Gestão, Tecnologia e Pesquisa em Saúde e Assistência Social), em parceria com a prefeitura da cidade) não deixou de assistir os 1,3 mil idosos (pessoas acima de 60 anos) e mais 54 pessoas com deficiência (acima dos 18 anos) que conviviam dentro do seu espaço diariamente antes da quarentena.

De acordo com a direção do Ciapi, o foco do centro de convivência é a socialização dos idosos. Porém, por conta do isolamento à Covid-19, já que se trata de um grupo de risco, a rotina de trabalhos do espaço foi alterada com a melhor readaptação de atendimento possível.

“Hoje estamos atendendo através de lives, gravação de vídeos e monitoramento via telefone. Então, a gente levanta a demanda que eles têm e fornece serviços on-line para eles, ou via WhatsApp, ou via YouTube ou via Zoom. São lives de exercícios físicos e oficinas artesanais, como culinária, artesanato, entre outras situações”, explicou um dos coordenadores do Ciapi.

“O monitoramento é feito para entender se eles (os idosos) estão sendo contemplados com outros serviços do município em nível social, a gente faz a vinculação com o Cras (Centro de Referência da Assistência Social) e ele faz a parte social nesse sentido”, completou.

A principal atividade do espaço atualmente é a distribuição de marmitex para os seus assistidos. Desde o dia 31 de março, começo da quarentena estabelecida pelo Governo do Estado, o Ciapi tem oferecido um “kit alimentação”.

“O kit de refeição é diário, não é para todos os usuários, só para quem tem prioridade alimentar além de tudo, e é um kit com três refeições: almoço, café da tarde e jantar. São três marmitex por dia”, ressaltou o coordenador.

A equipe do Ciapi vai até a casa dos contemplados e entrega as marmitex.

Matéria publicada pelo jornal Leia, em Caraguatatuba (SP), na edição de 24 de julho a 10 de agosto.

Nossos parceiros